18 fatos secretos sobre as dançarinas de strip-tease realmente impressionantes

Ao falar sobre strippers e dançarinas profissionais de boates, muitas ideias vêm à mente e a maioria dessas ideias põe em questão a dignidade da profissional, associando-a à prostituição.
Entretanto, seriam os nossos preconceitos verdadeiros? Para falar sobre isso, nada melhor que uma profissional da área: Holly Cassell, profissional de dança, que em colaboração com Buzzfeed revelou alguns segredos sobre as dançarinas de boate que você jamais saberia. Veja a seguir:

1 – Para virar dançarina de strip-tease, as profissionais passam por uma entrevista como qualquer outra de trabalho.
2 – Você deve desenvolver um estilo próprio de dança, jamais copiando-o de outra bailarina, como também as músicas selecionadas para a dança.

3 – As dançarinas possuem uma vida totalmente diferente: dormem durante o dia e provavelmente almoçam às 5 da manhã, quando acabam seu trabalho.

4 – Não são todas as dançarinas de strip-tease que revelaram saberem pole dance. Afinal, essas duas práticas são dissociadas, porém é um adicional caso a profissional saiba dançar esta modalidade de dança.

5 – Segundo as bailarinas, os saltos que elas usam são extremamente confortáveis.

6 – Uma dançarina não é obrigada a sair com um cliente, pois a dança se dissocia da prática de prostituição.


7 – Segundo as dançarinas, as despedidas de solteiro são extremamente chatas e entediantes, pois os homens ficam muito desconfortáveis com elas.
 
8 – As dançarinas usam perfumes baratos para que possam usar bastante e retocar com frequência devido o suor ocasionado.


9 – Não importa o quão incrível seja uma dançarina e por mais habilidosa, sempre ocorrerão as possíveis ‘quedas’ no palco.

10 – As dançarinas trabalham todos os dias, como qualquer outro profissional, inclusive quando estão em seu período menstrual.

11 – Há um drama enorme por trás da maquiagem e do figurino: elas frequentemente precisam mudar e sempre estarem se reinventando.

12 – Elas não podem beber durante o trabalho, porém precisam aguentar os clientes bêbados.


13 – Elas possuem vários hematomas nos corpos, por uso contínuo de sapatos, roupas, por movimentos, quedas ou mesmo marcas de roupas apertadas.
14 – As dançarinas precisam ser emocionalmente estáveis. Elas precisam saber lidar com homens fazendo propostas o tempo todo, como também com filhos adolescentes e seus amigos fazendo piadas de seu trabalho.

15 – O trabalho, segundo elas, não é considerado “tão bom assim”, porém para elas há uma flexibilidade maior de viajar por três meses e coisas que elas jamais teriam em um trabalho comum.

16 – Segundo as dançarinas, é muito difícil dançar e despir-se ao mesmo tempo e por isso elas precisam treinar suas habilidades.

17 – As dançarinas conhecem seus direitos: a maioria delas sabe o que deve suportar ou não, já que este é um trabalho como qualquer outro.

18 – Para elas é recompensador o salário e os extras que ganham de seus clientes no final do dia.


Tecnologia do Blogger.